Ficar, Certo ou errado?

0 comentários
Dinâmica: eu e você Pegue dois pedaços de folhas. Em um deles deverá estar escrito EU e no outro VOCÊ, de forma que essas palavras ocupem um bom espaço. Agora cole as duas folhas com o escrito para dentro. Somente no final da leitura deste post você deve descolar.



Continue lendo...

Sociedade: muitas mudanças ocorridas nas últimas décadas. De maneira geral, essas mudanças provocaram a banalização do sexo e a quebra de muitos padrões morais antes presentes. Quando passamos a nos envolver com a igreja, começamos a defender a ideia de que o sexo foi criado para o casamento. Porém, quando o assunto é “ficar”, milhares de perguntas bombardeiam a nossa cabeça! É certo ou errado? Por que é pecado? Mas, e se eu ficar com a intenção de vir a namorar aquela pessoa depois? Como vou saber se devo namorar se nunca ficamos?
O que é “ficar”?
Todos nós estamos cansados de saber que ficar é um relacionamento (se é que podemos chamar assim) sem compromisso, que visa conhecer uma pessoa que tenha chamado a atenção por vários motivos, seja pela beleza, sensualidade, popularidade, entre outros. Ficar, atualmente, tem se estendido ao relacionamento sexual. Certo ou errado? Você já teve a oportunidade de ir a um jantar chiquérrimo? Imagine uma mesa muito bem arrumada com diversos talheres, copos e pratos, todos muito bonitos. O garçom se dirige à sua mesa e lhe serve a sobremesa antes da entrada e do prato principal. Não é estranho começar pelo fim? Mas é assim que nos comportamos quando ficamos!
Procuramos conhecer somente o físico e saciar os prazeres da nossa carne, sem nem mesmo nos importar com os sentimentos da outra pessoa. Ficar é a busca por um prazer momentâneo e a autopromoção, pois quem não fica é considerado careta para o mundo. Mas ficar é se desvalorizar! A Bíblia nos orienta, em diversos textos, a nos santificarmos. Em 1Ts 4.3-8 o apóstolo Paulo nos exorta a respeito disso. Não devemos buscar o desejo de lascívia como os incrédulos. Lascívia é o mesmo que luxúria, que significa entregar-se aos desejos carnais e à sensualidade. Além disso, nos orienta abstermos da prostituição. Quando ficamos, cometemos pecado da PROSTITUIÇÃO.
Prostituição é o ato de cometer alguma imoralidade sexual com o objetivo de obter lucro ou benefício. Ficar não é diferente, pois visamos obter “benefícios” como os de ser popular e “pegador” da turma, por exemplo. Cometemos imoralidade sexual não somente quando temos relação sexual antes do casamento, mas também por envolver intimamente com alguém sem compromisso. E o beijo é algo íntimo. Em Gálatas 5.19-21, vemos que tais pessoas que cometem as obras da carne não herdarão o Reino de Deus. “Pois que aproveitará o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mateus 16.26.) Ficar é ser usado! (Leia Ezequiel 23.3; 1 Coríntios 6.15.) 1Co 6.19 revela que somos templo do Espírito Santo e que nosso corpo não nos pertence mais, mas a Deus. Como morada do Espírito Santo devemos guardar o nosso corpo e buscar a santificação.
Como resistir?
Não é fácil aguentar a pressão dos colegas, amigos e até da família dizendo que devemos ficar. Lembre-se que ficar é algo que sempre visa estimular um desejo e uma necessidade maior, que nunca se satisfaz. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.“ (1Co 6.12.) Nós devemos ter, primeiramente, convicção de que o melhor é guardar o nosso corpo e coração das práticas pecaminosas (1Co 6.18; Pv 4.23). Deus não permite que nos sobrevenha uma tentação maior do que as nossas forças (1Co 10.13). Tiago 4.7 está escrito: “Sujeitai-vos a Deus; resistir ao diabo, e ele fugirá de vós”, devemos orar ao Senhor e buscar ajuda para continuar firmes, sem cometer o pecado. Deus tem um tempo certo para tudo e a adolescência não é o melhor momento para se envolver em relacionamentos amorosos! Vale a pena esperar por um relacionamento santo, que terá a bênção de Deus, da família e do seu líder.
Conclusão
Aplicação da dinâmica: Agora tente descolar a folha de maneira que estrague menos. Essa folha exemplifica o que fazemos com o nosso coração quando nos envolvemos em um relacionamento sem estrutura, que começa e termina errado. Ao descolar essas folhas, você percebeu que as partes se misturaram? Pois é, assim acontece no ficar. Uma parte do outro ficará em você, e vice-versa. E para desfazer o estrago, somente Cristo o pode. Jesus é o único que nos restaura, mas isso depende da nossa escolha: ser santo ou viver na prática do pecado.
::Pr. Bruno Bacelar.
Fonte: Lagoinha.com adaptado por Conexão Jovem Blog

Postar um comentário

Deixe o seu comentário abaixo! Expresse a sua opinião!